Algo que eu adoro durante minhas viagens, é vivenciar algo inesperado. Seja apreciando edifícios curiosos quando me perco pelas ruas de uma cidade grande – ou vilarejo -, quando vou a um restaurantezinho de fundo de quintal, e saboreio uma comida dos deuses. Na minha viagem a Omã, algo inesperado aconteceu, mas no fato de eu mudar meus planos de ir até Salalah, no sul do país, para visitar a pequena e pitoresca Nizwa, antiga capital do país, e seus arredores. Eu tinha lido pouco sobre o lugar, mas muitos Omanis recomendaram que eu visitasse ao sul.

Peguei um ônibus na rodoviária de Ruwi, onde fiquei, e a viagem, que durou cerca de duas horas e meia, foi muito agradável, sempre num vale, passando por pequenos vilarejos com minaretes enormes, e rodeado por algumas das montanhas mais altas do país.

O ônibus pára em qualquer lugar pelo caminho, e a parada em Nizwa é em uma área a 5 km cidade. O que eu achei bastante incomum é que todos os hotéis estão localizados muito longe do centro da cidade – cerca de 2 km de distância, pelo menos. Pra se chegar ao centro da cidade, pode-se pegar um microônibus ou táxi. Dois jovens, querendo praticar inglês, me deram um acarona ao hotel onde ia me hospedar. Eles até se ofereceram pra me levar às montanhas no dia seguinte, mas eu não pude aceitar tanta generosidade.

Só queria te avisar que, se você reservar alguma coisa pelos links do blog, eu recebo uma pequena comissão. VOCÊ NÃO PAGA NADICA A MAIS, mas com certeza estará ajudando o blog. Obrigado!


RESERVE SEU HOTEL AQUI || INGRESSOS PARA MUSEUS E EXCURSÕES
TRANSFER DO AEROPORTO || VOOS BARATOS
A fortaleza domina o centro da cidade

Uma vez instalado no meu pequeno hotel, o próximo passo era encontrar uma agência que me alugaria um Jeep 4×4 com motorista – gente, eu não dirijo! Nizwa é o portão de entrada para algumas das grandes atrações de Omã, com cavernas impressionantes e dezenas de fortalezas. As montanhas Jebel Akhdar e Jebel Shams, o ponto mais alto do país, também estão a poucas horas de carro, e um Jeep 4×4 me permitiria explorar todas elas. Achar a tal agência se tornou uma missão quase impossível, então eu recomendo que isso seja organizado com uma agência em Muscat, ou que você simplesmente alugue seu próprio carro. Após conseguir o Jeep, tive tempo de ver um pouco de Nizwa. A cidade está situada no meio de um oásis, e já foi capital do país e importante centro de comércio, educação, religião e arte.
O centro da cidade é bem pequeno, e as principais atrações são o forte, construído em 1668 e de onde se tem excelente vista da cidade, o oásis de palmeiras e o mercado local. O mercado não é grande como o de Muscat, mas charmoso, e você vai encontrar belas jóias de prata, especialidade local – não perca a chance de ver ourives que trabalham seu ofício na entrada de algumas lojas. E se você tem espaço de sobra na bagagem, você também pode comprar um belo vaso de cerâmica.
Depois da minha mini-exploração de Nizwa, era hora de provar a comida local, e me misturar com os moradores da cidade, e cruzar os dedos pra ouvir “causos” interessantes, pois no dia seguinte ia botar o pé na estrada…

Nizwa: Informações Úteis

Distância de Muscat: 140KM
Passagem de ônibus de Muscat: 4 OMR (R$20, 8EUR, 10.50USD)
Majan Guest House: 25 OMR o pernoite (R$123, 49EUR, 65USD)
Microônibus local: 300 Baisas (R$1,50, 0.60EUR, 0.78USD)
Táxi (negocie!): 2 OMR (R$10, 4EUR, 5.25USD)

If you liked what you read, please consider leaving a comment.

2 Responses

  1. Fernando Batista

    Parece um lugar bem exótico cara! Muito massa. Achava o Líbano exótico, mas não é nada em comparação.

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.

CommentLuv badge